sutura de menisco

Sutura de Menisco

No passado, os pacientes que apresentavam quadro de dor no joelho, colocava-se a culpa nos meniscos. Chamavam de “doença do menisco” e indicava-se a cirurgia para “extração” do menisco lesionado por inteiro.

O tempo passou, a medicina evoluiu (em especial a Ortopedia com as grandes guerras), estudou-se cada vez mais e concluíram que o menisco não é e nem nunca foi o “vilão” da historia… E sim o “grande salvador”!

A principal função do menisco é a absorção do impacto na articulação do joelho, além de atuar na estabilidade, na proteção e nutrição da cartilagem articular e na congruência articular. Portanto, a perda do menisco é trágica para os joelhos.

Cada joelho possui dois meniscos, o medial (interno) e o lateral (externo). Eles são fibrocartilagens, com pouca vascularização, inervação e mobilidade.

Geralmente as lesões dos meniscos ocorrem após traumas por torção, seja em prática esportiva ou em atividades do dia-a-dia, como, por exemplo, levantar após um simples agachamento. Existem dois grupos de lesões dos meniscos: Traumáticas (após torções e em pacientes jovens) e  Degenerativas (mais comum nos pacientes acima dos 45 anos de idade).

As Lesões Traumáticas, que possivelmente são candidatas à sutura, dividimos nos seguintes padrões: 1) Longitudinais; 2) Radiais ou Transversais; 3) Horizontais (muitas vezes associadas a cisto parameniscal); e 4) Complexas (quando mais de um tipo dos anteriores está presente).

Os principais sintomas da lesão meniscal são dor, que piora com atividade física e agachamento, sinovite / derrame articular (aumento de volume do joelho) e por vezes bloqueio articular.

As lesões longitudinais e horizontais, localizadas na zona com maior vascularização (vermelha ou periférica), são as que melhor se enquadram no perfil da sutura e com melhores resultados.

A Meniscorrafia (Sutura do Menisco), realizada por artroscopia, é um procedimento cirúrgico realizado por poucos cirurgiões no Brasil e com grande dificuldade técnica, sendo considerada por experientes cirurgiões de joelho como “a técnica mais difícil dentre todas”.

O que é Meniscorrafia?

A técnica de Meniscorrafia tem como objetivo tentar preservar o menisco, tentando “costurá-lo” e não cometendo a meniscectomia, que significa a “perda” de parte do menisco.

Existem três técnicas de sutura do menisco: Inside-out (de dentro para fora); Outside-in (de fora para dentro); e All-inside (totalmente por dentro).

Fatores prognósticos para as suturas de menisco: 1) Tempo decorrido da lesão; 2) Idade do paciente; 3) Local / Área da lesão; 4) Tipo / Padrão da lesão; e 5) Se a sutura será feita em conjunto com a reconstrução ligamentar ou isoladamente.

No pós-operatório, existe a necessidade de restrição parcial da carga e do arco de movimento nas primeiras semanas, assim como aumenta o tempo de reabilitação e para o retorno as atividades esportivas.

Quando avaliamos os resultados da Meniscorrafia, encontramos taxas de êxito e sucesso em cerca de 70 a 95% dos casos.

Quais as vantagens em suturar o menisco?

A preservação do menisco significa prevenção e retardar o desenvolvimento de artrose no joelho, pois a principal estrutura de absorção de impacto foi preservada.

Essa pode ser a diferença ao decidir operar seu joelho. Fazê-la com cirurgião que está acostumado a realizá-la, que possui o instrumental para isso e com experiência em Medicina Desportiva, pode fazer a diferença no resultado final do seu tratamento. Não só a curto prazo, mas também a médio e longo prazo.

Vale um questionamento: Será que estamos fazendo a melhor escolha para o nosso joelho?

A pregnant lady exercising Lesões em Mulheres, é possível prevenir?

A presença das mulheres em atividades esportivas é um fato cada vez mais frequente. Atualmente elas não se resumem a [...]

Sem título Entenda a Pubalgia

A pubalgia se caracteriza pela presença de dor, na região baixa do abdômen e na virilha. Descrita pela primeira vez [...]

Sem título INCIDÊNCIA DE FRATURAS POR ESTRESSE EM JOGADORES DE FUTEBOL DAS CATEGORIAS DE BASE

Objetivo: Comprovar a incidência de fratura por estresse em jogadores das categorias de base de um grande clube de futebol [...]

tenis Conheça as lesões mais frequentes no tênis

O tênis é um esporte que requer concentração, coordenação, agilidade e habilidade específica, além de uma relação direta entre a [...]

98838cabd962f2ce5d616cf98ac90b65 (1) Dr. Rodrigo Góes e Instituto Reação comemoram parceria de sucesso

Desde 2012, o Dr. Rodrigo Góes é parceiro do Instituto Reação, fundado pelo medalhista olímpico Flávio Canto. Integrando o programa Reação Saúde, o [...]

rodrigo Lesões em esportes náuticos – do surfe à vela

O número de esportes praticados no mar, em lagos ou rios cresce a cada dia com esportistas aventureiros em busca [...]

oficial PB A participação do Brasil no Festival Olímpico da Juventude da Austrália

O Festival Olímpico da Juventude da Austrália é um dos maiores eventos esportivos para jovens do mundo e contou com [...]

doping-area Lista de substâncias proibidas de 2012 pelo Código Mundial Antidoping

Resolução N° 33, de 28 de dezembro de 2011 aprova a lista de substâncias e métodos proibidos na prática desportiva [...]

Dr. Rodrigo e os anéis olímpicos Olimpismo e Movimento olímpico

Movimento Olímpico O esporte como instrumento de transformação social Um movimento com base social em prol do desenvolvimento do Homem [...]

Rodrigo e Belfort e thales MMA e as suas principais lesões

O esporte que mais cresce atualmente no mundo, e que cada vez tem mais adeptos e praticantes, as Artes Marciais [...]

O “experiente” Filipe Marcelino, de 5 anos, corre desde os 3 anos. “Sempre trago os meus primos para participar comigo”, conta. Foto: Guto Maia Crianças correm como “gente grande” em pistas de atletismo

Revista O FLU, 09/12/2012. Por: Juliana Dias Ferreira 09/12/2012. Atletas mirins dão show em corridas infantis, que estão virando tradição [...]

FlatFoot[1] Avaliação do uso do Enxerto Homólogo na Osteotomia de Alongamento do Calcâneo para Tratamento do Pé plano valgo neurológico

Rodrigo A. Góes dos Santos Celso Belfort Rizzi Junior Stélio Galvão Márcio Garcia Cunha Maurício Almeida Jesus Rangel Ricardo Carneiro [...]

lca Avaliação dos mecanismos de lesão do ligamento cruzado anterior no futebol

Luiz Antonio Martins Vieira1, Diogo Assis Cals de Oliveira2, Carlos Humberto Victoria3, Inácio Facó Ventura Vieira4, Rodrigo Araújo Góes dos [...]

tendao Análise Epidemiológica das Rupturas do Tendão Patelar

Rodrigo Araujo Góes dos Santos¹, Luiz Antonio Martins Vieira², Carlos Humberto V. Victoria³, Diogo Assis Cals de Oliveira³ RESUMO Objetivo: [...]

joelho Análise epidemiológica das rupturas do ligamento cruzado anterior em pacientes atendidos no Instituto Nacional de Traumato-Ortopedia.

Luiz Antonio Martins Vieira1, Diogo Assis Cals de Oliveira2, Carlos Humberto Victoria3, Marcelo Motta Pereira4, Rodrigo Araújo Góes dos Santos5. [...]

site Avaliação da importância do Diabetes mellitus na incidência da Doença de Dupuytren

Renato Henriques Tavares1, Rodrigo Araújo Góes dos Santos2 Anderson Vieira Monteiro3,Saulo Fontes de Almeida4. RESUMO A contratura de Dupuytren é [...]

femur Avaliação da progressão do deslizamento após fixação “in situ” para tratamento do escorregamento epifisário proximal do fêmur.

Avaliação da progressão do deslizamento após fixação “in situ” para tratamento do escorregamento epifisário proximal do fêmur*  RODRIGO ARAUJO GÓES [...]

lesões esqui Lesões no Esqui Alpino

Moramos em um país tropical, onde prevalecem os esportes praticados na areia da praia ou no mar, como o vôlei [...]

SITE Vila Olimpica London 2012 padrao As lesões mais comuns em Jogos Olímpicos

  Os Jogos Olímpicos de verão é o maior evento esportivo do mundo e ocorre a cada 4 anos, envolvendo [...]

Dr. Rodrigo com a tocha olímpica peq Londres 2012 – Uma Experiência Única

Como todos vocês sabem, destinei toda minha vida ao esporte, inicialmente como atleta, depois como torcedor curioso e estudioso e [...]

bruno e rodrigo Amigos e sócios do Rio Cricket nas Olimpíadas de Londres

Nos gramados do Rio Cricket Associação Atlética eles cresceram juntos e alimentaram o mesmo sonho de um dia serem profissionais [...]

Rodrigo FLU Rumo às Olimpíadas

O niteroiense Rodrigo Góes viajou para Londres no início de julho para integrar a equipe de médicos da Comissão Olímpica [...]

IMG_1263 Uma visita ao Instituto Reação

A seleção olímpica de judô fez os últimos treinos no Brasil antes dos Jogos de Londres, no dojô Pedro Gama [...]

ufrj Dr. Rodrigo Góes coordenou o módulo de Lesões no Futebol na Pós-Graduação em Futebol na UFRJ

No último dia 15 de abril aconteceu na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) o módulo de Lesões no [...]

rodrigo equador Dr. Rodrigo Góes a serviço da pátria

O mês de dezembro de 2011 foi muito especial para o Dr. Rodrigo Góes, convocado pela primeira vez para integrar [...]

rodrigo aaos Dr. Rodrigo Góes se torna membro da Academia Americana de Cirurgiões Ortopédicos

O encontro anual da American Academy of Orthopaedics Surgery (AAOS), o maior congresso de ortopedia do mundo, aconteceu em favereiro, [...]

artrose e prótese Artrose e prótese de joelho: entenda o problema

Para a Organização Mundial de Saúde (OMS), vivemos a década da gonartrose. Para muitos, ter essa doença é apenas uma [...]

deformidades-angulares Deformidades angulares no joelho pediátrico

Uma queixa muito frequente no consultório de um cirurgião de joelho ou ortopedista pediátrico diz respeito à aflição dos pais [...]

equipe-handball-brasil Dr. Rodrigo Góes foi responsável pela equipe médica dos Jogos Sul-Americanos de Rugby

A convite da Confederação Brasileira de Rugby (CBRu), Dr. Rodrigo Góes foi o coordenador da equipe médica dos Jogos Sul-Americanos [...]